terça-feira, 30 de agosto de 2016

Atenção vestibulandas e vestibulandos

O prazo para pedir a isenção e o desconto no pagamento da taxa de inscrição do vestibular da UFRGS termina nesta sexta-feira (2/9).

Todos os estudantes que concluíram o ensino médio em escolas públicas ou como bolsistas de colégios particulares têm o direito a, no mínimo, 50% de desconto no pagamento da inscrição.

Aquelas e aqueles que, além de terem sido alunos e alunas da educação pública ou bolsistas da rede privada, comprovarem ter renda familiar per capta de até um salário mínimo e meio (R$ 1320 por pessoa da família) também podem solicitar a isenção total da taxa, que no ano passado foi de R$ 110,00.


A solicitação dos benefícios é feita em duas etapas: primeiro você deve preencher um formulário de solicitação através do link e depois encaminhar (pessoalmente ou pelos Correios) a documentação comprobatória para a Comissão de Seleção Permanente da UFRGS (Coperse), até às 17h da próxima segunda-feira (5/9). O endereço é Rua Ramiro Barcelos, 2574 - Porto Alegre, RS.


DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA CONFORME O EDITAL DO VESTIBULAR

Para solicitação do DESCONTO DE 50% do valor da inscrição, deverão ser apresentados os seguintes documentos:

a) Em caso de já ter concluído o Ensino Médio: Histórico escolar e certificado de conclusão do Ensino Médio em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada – (cópias simples);

b) Em caso de estar cursando o terceiro ano do Ensino Médio: Declaração da escola informando que o solicitante cursou o primeiro e o segundo ano em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada e estar cursando o terceiro ano.

c) Documento de Identidade (RG, Carteira de Motorista (expedida a partir da Lei nº 9503 de 01/07/1997), Passaporte ou Carteira de Trabalho) – (cópia simples).

Para solicitação da ISENÇÃO DO VALOR DA INSCRIÇÃO, adicionalmente aos documentos citados acima, devem ser apresentados os documentos mínimos recomendados para comprovação da renda familiar bruta mensal, conforme o caso (cópia simples).

TRABALHADORES ASSALARIADOS: Contracheques dos últimos três meses, pelo menos (maio, junho e julho); CTPS registrada e atualizada (cópia da identificação e último contrato de trabalho) ou carnê do INSS com recolhimento em dia, no caso de empregada doméstica; Extratos bancários dos últimos três meses, pelo menos (maio, junho e julho).

ATIVIDADE RURAL: Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica - IRPJ; Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao candidato ou a membros da família, quando for o caso; Extratos bancários dos últimos três meses (maio, junho e julho), pelo menos, da pessoa física e das pessoas jurídicas vinculadas; Notas fiscais de vendas.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS: Extrato bancário mais recente do pagamento de benefício de aposentadoria ou pensão; Extratos bancários dos últimos três meses (maio, junho e julho) pelo menos para recebedores de pensão alimentícia.

AUTÔNOMOS E PROFISSIONAIS LIBERAIS: Quaisquer declarações tributárias referentes a pessoas jurídicas vinculadas ao candidato ou a membros de sua família, quando for o caso; Guias de recolhimento ao INSS com comprovante de pagamento do último mês, compatíveis com a renda declarada; Extratos bancários dos últimos três meses (maio, junho e julho).

RENDIMENTOS DE ALUGUEL OU ARRENDAMENTO DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS: Extratos bancários dos últimos três meses (maio, junho e julho), pelo menos. Contrato de locação ou arrendamento acompanhado dos três últimos comprovantes de recebimentos.

EM CASO DE DESEMPREGO: cópias simples das páginas da Carteira de Trabalho contendo a identificação, o último contrato de trabalho e a próxima página em branco; e uma declaração de desemprego – assinada pelo declarante e por duas testemunhas (as testemunhas não podem fazer parte do grupo familiar).

PARA COMPROVAÇÃO DE ATIVIDADE EXCLUSIVA DO LAR, apresentar declaração assinada pelo declarante e por duas testemunhas (as testemunhas não podem fazer parte do grupo familiar).

DIARISTA/DOMÉSTICA – sem carteira assinada, apresentar declaração de atividade informal, assinada pelo declarante e por duas testemunhas (as testemunhas não podem fazer parte do grupo familiar).


Nenhum comentário:

Postar um comentário